Câncer de mama: causas, sintomas e tratamentos.

Reumatismo: causas, sintomas e tratamentos.
21/09/2018
O câncer de mama é o tipo que mais afeta mulheres em todo o mundo. Quando detectado nos estágios iniciais ele pode ser tratado e até curado na maioria das pacientes. Por isso, é importante conhecer muito bem seus fatores de risco, sintomas e maneiras de detectá-lo precocemente. Entenda mais a respeito desse tipo de câncer para conseguir adotar as medidas de prevenção ideais.
O que é câncer de mama?
Esse câncer acontece quando existem alterações em algumas células do tecido mamário. Conforme essas células se reproduzem elas formam um tumor maligno, o câncer. As neoplasias nas mamas podem ser divididas em diversos tipos:
  • Não invasivas: as células cancerosas ficam contidas dentro de um ponto da mama sem conseguir espalhar-se para outro órgão;
  • Invasivas: acontece quando a membrana do tumor se rompe, deixando que as células se espalhem;
  • Carcinoma ductal: é o tumor que afeta os canais que conduzem leite na mama;
  • Carcinoma lobular: tem origem nas células do lobo mamário;
  • Carcinoma inflamatório: ele é um dos tipos mais agressivos e começa nas glândulas de produção de leite, mas se espalha rapidamente pelo restante dos tecidos;
  • Doença de Paget: é a neoplasia que afeta a auréola dos mamilos.
A identificação do tipo de tumor é essencial para determinar o melhor tratamento. Por isso, quando a paciente é diagnosticada ela também precisa realizar uma série de exames para comprovar a categoria da neoplasia.
Existem algumas mulheres que estão no grupo de risco para o desenvolvimento da doença. Aquelas acima dos 50 anos precisam realizar exames todos os anos para a prevenção e diagnóstico precoce da doença. Quem tem histórico familiar ou já teve câncer de mama no passado também precisa de acompanhamento próximo.
Sintomas do câncer de mama
O autoexame de mama é essencial para garantir a saúde da mulher, mas ele só consegue detectar tumores que já têm um tamanho significativo. Na realidade, os tumores nas mamas raramente apresentam sintomas nas primeiras fases de desenvolvimento e também não são palpáveis no autoexame.
Com o crescimento da estrutura cancerígena, a mulher pode apresentar sintomas que incluem:
  • Nódulo na mama ou próximo da axila;
  • Presença de líquido escuro ou sangue no mamilo;
  • Ferida na mama;
  • Inchaço;
  • Alteração no formato das mamas.
Todos esses sintomas podem ser percebidos durante o autoexame, mas é importante consultar um médico para fazer um diagnóstico completo.
Tratamentos do câncer de mama
Depois de descoberto, o médico determina o estágio de desenvolvimento do câncer para realizar o tratamento. Existem dois tipos de tratamento possíveis: o local e sistêmico. O tratamento local é a remoção cirúrgica da mama ou de parte dela, assim como parte das regiões próximas. Após a operação, a mulher ainda passa por radioterapia para prevenir o retorno da neoplasia. É o tratamento ideal para tumores em fases iniciais e apresenta altas chances de cura da paciente.  Já o tratamento sistêmico é utilizado em casos mais avançados do câncer, quando existe risco demais para realizar a operação. Nele, técnicas como quimioterapia e radioterapia são usadas para conter o crescimento do tumor e melhorar a qualidade de vida da paciente. Os tratamentos sistêmicos também são utilizados caso existam metástases em outras partes do corpo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *