Como se prevenir dos 4 problemas cardíacos com maior taxa de mortalidade

5 dicas para cuidar melhor do seu coração
10/12/2018
Diagnóstico e tratamento da sepse em hospitais: quais devem ser as práticas?
13/12/2018

Problemas cardíacos são algumas das principais causas de mortes no País. Felizmente, muitos deles podem ser prevenidos com algumas mudanças de hábitos.

Dê uma olhadinha em dicas de prevenção para 4 problemas do coração mais comuns e mortais:

1. Infarto

O infarto é a doença cardíaca que mais mata, chegando a 85 mil mortes em 2014, de acordo com dados do Ministério da Saúde, Sociedade Brasileira de Cardiologia e ONG Lado a Lado Pela Vida. Ele acontece quando o fluxo sanguíneo que vai até o miocárdio, parte do coração, fica interrompido. Isso pode acontecer por diversos motivos, como o depósito de placas de colesterol nas artérias. O infarto é potencialmente fatal e, mesmo quando o paciente sobrevive, podem existir sequelas.

Para conseguir prevenir a doença é essencial não fumar e manter uma dieta saudável. A prevenção também inclui praticar atividades físicas e controlar o peso, já que a obesidade está entre os fatores de risco para o acontecimento de um ataque cardíaco. Por último, realize visitas médicas de rotina para manter-se atento a mudanças no estado de saúde.

2. Acidente vascular cerebral (AVC)

A partir dos 55 anos o indivíduo já se encontra no grupo de risco para ter um AVC. O problema é tão comum que estima-se que uma morte relacionada à doença ocorra a cada 5 minutos. Quando não causa morte, o AVC pode provocar sequelas irreversíveis e extremamente incapacitantes ao paciente, como danos neurológicos e paralisia. O problema acontece quando uma artéria no cérebro é rompida ou interrompida por um coágulo.

Algumas pessoas possuem tendência genética para ter um acidente vascular cerebral, mas ainda existem mudanças de estilo de vida que auxiliam na prevenção. Para conseguir prevenir a doença o indivíduo deve praticar atividades físicas e controlar o peso. Esses dois fatores auxiliam a manter um sistema circulatório saudável e evitam a formação de coágulos que possam bloquear ou romper artérias. Quem tem hipertensão precisa mantê-la sob controle e com o devido acompanhamento médico.

3. Insuficiência cardíaca

Um estudo da Sociedade Brasileira de Cardiologia indica que 27 mil de pessoas morrem anualmente por causa de insuficiência cardíaca. Pessoas com a doença têm dificuldade para bombear o sangue para todo o corpo por causa de fragilidade no coração. Com o tempo, o sangue torna-se incapaz de circular e se acumula no pulmão.

Inicialmente, a doença não apresenta sintomas e ocorre predominantemente em idosos acima dos 60 anos. Existem diversos fatores de risco, como obesidade, diabetes e hipertensão. Para prevenir essa patologia, basta seguir as dicas que já apareceram nesse artigo, praticando atividades físicas regulares, tendo uma dieta balanceada e controlando o peso.

4. Hipertensão arterial

A hipertensão é um grande problema para os brasileiros. A doença é crônica, portanto, depois de ser diagnosticada, não existe cura, mas é possível amenizar seus sintomas. Os principais causadores da doença são hábitos de vida pouco saudáveis, em especial a ingestão em excesso de sal ou álcool. Além disso, indivíduos sedentários e obesos têm chances muito maiores de terem hipertensão.

A prevenção é simples, basta praticar atividades físicas e evitar a ingestão de sal e álcool em excesso. Quem tem histórico familiar da doença também deve acompanhar seus níveis de pressão arterial para realizar um diagnóstico precoce do problema e começar o controle cedo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *